Desfile marca o lançamento da Coleção de Joias e Produtos de Moda 2017/2018 – Paraensismo no Espaço São José Liberto



Modelo com peças "Canoado" da designer Brenda Lopes | Fotografia: Sodrepara (Agência Pará)

O Jardim da Liberdade do Espaço São José Liberto virou passarela, ao som da cantora Thais Badu, na última quinta-feira, 10, para o desfile das peças da Coleção de Joias e Produtos de Moda 2017/2018 – Paraensismo, construção coletiva, resultado do trabalho de 25 marcas locais integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará e do Arranjo Produtivo Local de Design, Moda e Indústria do Vestuário. As peças seguem em exposição comercial até 10 de setembro, no Espaço de Exposições, também no São José Liberto.
Desde a sua criação em 2012 o Espaço São José Liberto tornou-se território criativo locus dos lançamentos das coleções de joias e produtos de moda criados e produzidos por coletivos de designers, micro e pequenos empresários e empreendedores individuais que participam do Programa Polo Joalheiro/PA e mais recentemente do Arranjo Produtivo Local de Design, Moda e Indústria do Vestuário- Polo Metrópole/PA. Esse percurso histórico tem como meta principal o incremento da produção joalheira local e dos produtos de moda em uma dinâmica com identidade própria e cultural. Na linha de tempo dos lançamentos das coleções das diversas marcas que integram os programas acima referidos o proposito de promover as revelações sobre as identidades culturais do território amazônico tornou-se um valor agregado de primeira linha.
O desfile da Coleção de Joias e Produtos de Moda 2017/2018 – Paraensismo, coordenado por Diogo Carneiro, promovido pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, teve início com a participação especial da mineradora AngloGold Ashanti, a terceira maior mineradora do mundo, responsável pelo AuDITIONS Brasil, um concurso de design de joias realizado bianualmente no Brasil e África do Sul, o que lhe deu status de maior concurso do setor joalheiro no mundo.
Peças "Açaí" (esquerda) e "Em tramas" (direita) que já foram finalistas do concurso AuDITIONS Brasil |
Fotografia: Carlos Sodré (Agência Pará)
As designers paraenses Selma Montenegro e Thaise Farias, que integram o Programa Polo Joalheiro, já foram finalistas do concurso AuDITIONS Brasil em 2012 e 2015, respectivamente. As peças desenvolvidas por elas, “Açai”, produzida sob o tema “Brasilidade” de Selma Montenegro, e “Em tramas”, de Thaise Farias, feita com o tema “Recombinações”, foram desfiladas para o público durante todo o evento, após a apresentação de vídeos temáticos sobre a produção da empresa e sua valiosa contribuição para o desenvolvimento do design brasileiro.
A empresa aposta, com sucesso, no potencial do concurso como catalisador para fomentar o desenvolvimento mundial do setor joalheiro, bem como aumentar a demanda e o consumo do metal; estimular a inovação e renovação do design; apontar tendências e incentivar o uso de novas tecnologias.
Carolina Gomide, Coordenadora de Marketing da AngloGold Ashanti, conta que “a gente fez questão de trazer as peças porque na última edição a gente não pode trazer a exposição e o Pará tem talentos enormes e tem tudo a ver com que o concurso procura que é dar visibilidade aos designers de joias”. Para ela, a coleção “Paraensismo” está ligada aos valores da AngloGold Ashanti, como a preocupação com a sustentabilidade, já que muitas peças são produzidas com materiais reaproveitados.
Ainda sobre o lançamento da Coleção Paraensismo, Sérgio Menezes, Diretor Comercial de Desenvolvimento da Indústria de Comércio e Serviço da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), em sua fala ao público, afirmou que os trabalhos realizados no Espaço São Jose “são resultados da integração dos empreendedores designers e o articulado funcionamento da cadeia produtiva joalheira de moda e artesanato e eu fico muito feliz porque a gente consegue atingir um objetivo aqui no estado do Pará que é gerar trabalho e renda, um dos objetivos do governo e da SEDEME, em especial”.
Encharpe "Tu alopras" da designer Rosáurea Simões |
Fotografia: Carlos Sodré (Agência Pará)
Brinco "Tapiocada" de Rayan Andersen |
Fotografia: Carlos Sodré (Agência Pará)


Ao todo, a Coleção Paraensismo reúne 25 empreendedores criativos, sendo 15 microempreendedores e designers do ramo da joalheria: Aída Marion, Amorimendes, Bruna Altmann, Camilla Amaral, Celeste Heitmann, Danatureza, HS Criações, Ivam Silva, Ivete Negrão, José Leuan, Rayan Andersen, Robson Reis, Rosa Castro, Rosaurea Simões, Silabrasila; e 10 do setor de produtos de moda: Ana Lúcia Ervedosa, Brenda Lopes, Graça Arruda, Ivam Silva, Ivete Negrão, Jose Leuan, Joseli Limões, Nilma Arraes, Renata Gonçalves e Vanuza Barbosa. Também participaram os ourives Ednaldo Pereira, Emerson Bezerra e Joelson Leão.
Rosa Helena Neves, Diretora Executiva do IGAMA, em sua fala ao público |
Fotografia: Carlos Sodré (Agência Pará)
A professora Rosa Helena Neves, Diretora Executiva do IGAMA, destacou que esta coleção demonstra o amadurecimento da rede de produção e serviços criativos desses dois setores, moda e joia, bem como a organização da cadeia produtiva que consegue, por meio do design de joia e moda apresentar para o público, as inovações destes setores no território do Pará. Os produtos apresentam por meio do designe de ressingnificações e combinações valores como sustentabilidade, cultura e inovação.
Experimentar mais tem sido a grande mudança que este grupo de empreendedores e seus respectivos negócios tem se permitido para a existência desses investimentos locais que geram o desenvolvimento de uma economia criativa no setor da moda no estado do Pará. Sobre os experimentos processados para a geração da coleção “Paraensismo” destacam-se as pesquisas, produção e aplicação de dois materiais inovadores: a resina M. A. R . I. A. de autoria da designer Nilma Arraes e as gemas vegetais criadas pelo pesquisador Paulo Tavares e produzida por Mônica Matos. No Paraensismo foram utilizados as gemas vegetais de pimenta, açaí, pupunha, tapioca, bem como outros insumos e matérias primas de produtos de moda e joalheria.
O Instituto de Gemas e Joias da Amazônia - IGAMA e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia – SEDEME com o objetivo de incrementar a produção joalheira local e dos produtos de moda oportunizando a efetiva comercialização realizarão uma serie de atividades ligadas ao universo da coleção de joias e produtos de Moda 2017/2018 Paraensismo, voltadas a diferentes públicos à saber: a exposição comercial de Joias e Produtos de Moda – Paraensismo, de 10 de agosto a 10 de setembro, Salão de Exposição, visitas agendadas para crianças e adolescentes nos dias 23 e 24 de agosto, sendo que escolas interessadas podem entrar em contato para agendar visitas, e bate-papo “Design de joias e Moda e as expressões culturais: a língua”, voltada para designers profissionais e estudantes, alunos dos cursos de Letras, Design, Historia, Comunicação e segmentos dos setores de joias e moda, no dia 29 de agosto.

Serviços
Exposição de Joias e Produtos de Moda - Paraensismo
   - 10/08 a 10/09/2017, Salão de Exposição . ESJL
   - Horário de visitação: 3º a sábado: 09h às 18h30’ Domingo e Feriado: 10h às 18h00
Visitas Agendadas para Crianças e Adolescentes – Escolares. Escolas interessadas podem entrar em contato pelo e-mail igama_secretaria@hotmail.com
   - 23/08 e 24/08/2017, 10h e 15h
Palestra Aberta
   - 29/08/2017 às 14h00 - Auditório/Ala administrativa/ESJL
Bate-papo: Design de joias e Moda e as expressões culturais de um povo: a língua


      Público: Designers profissionais e estudantes, alunos dos cursos de Letras, Design, Historia, Comunicação e segmentos dos setores de joias e moda.

Mais fotos no site da Agência Pará Ascom/IGAMA




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Comentários



Postar um comentário

Postagens Antigas
Inicio
Contador acessso