Encontro nacional promoverá debate sobre o setor de gemas e joias no Espaço São José Liberto

Vista aérea do Espaço São José Liberto.
Foto: Flavya Mutran/Agência Pará

Cultura, design, joia artesanal, turismo, inovação, Arranjos Produtivos Locais (APL) e empreendedorismo criativo do setor de gemas e joias estão na pauta de discussão do encontro nacional que o Espaço São José Liberto (ESJL) sediará nos dias 24 e 25.

O “III Workshop de Integração de APL de Gemas e Joias" é uma realização do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Indústria Comércio e Mineração (Seicom) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), organização social que gerencia o ESJL e o programa Polo Joalheiro do Pará.

A proposta do workshop é promover a integração entre experiências dos APL de gemas e joias dos estados participantes, por meio de intercâmbio entre os participantes e programação diferenciada, com destaque para pontos fortes, referências e identidades de cada arranjo produtivo. A iniciativa integra as ações do Projeto para Estímulo à Inovação, Competitividade e Desenvolvimento Integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias, gerenciado pelo IBGM.

Das atividades programadas para o encontro constam painéis, relatos de experiências nacionais e internacionais, oficinas técnicas e debates, que tratarão, entre outros temas, sobre a joia artesanal e a cultura do território como forças expressivas de uma marca, o relacionamento com a imprensa, as ações desenvolvidas pelo Sebrae Pará, o alinhamento das políticas públicas nas áreas da mineração, turismo, cultura, empreendedorismo e capacitação profissional, voltadas para o setor de gemas e joias no Estado do Pará.

Representantes dos estados do Espírito Santo e do Rio Grande do Sul, onde a ação já foi realizada, participam do encontro, juntamente com integrantes dos APL de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de representantes dos segmentos e integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará, dentre eles designers, ourives, lapidários, empreendedores individuais, micro-empresários e alunos dos cursos de Design das instituições de ensino parceiras do programa Polo Joalheiro do Pará.

Membros de entidades públicas e privadas com vasta experiência e atuação na área foram convidados para falar sobre o panorama local e nacional, diagnosticar conflitos, oportunidades e interesses dos diversos públicos atingidos pela cadeia produtiva de gemas e joias.

Durante o evento serão destacadas, ainda, particularidades e potencialidades da produção de cada estado, pontos da cadeia produtiva que têm gerado experiências piloto de sustentabilidade, bem como serão aprimoradas políticas públicas, procedimentos e ações que contribuam para o amadurecimento dos APL e da cadeia produtiva do setor de gemas e joias.

Entre os participantes do encontro estão Hécliton Santini, presidente do IBGM; Sylvie Alves Castro, designer de joias e empresária de Portugal; Adenáuer Góes e Maria Amélia Henriquez, secretários de estado de Turismo e de Indústria, Comércio e Mineração; Vilson Schuber, presidente do Sebrae Pará; Rosângela Quintela, professora da Faculdade de Estudos Avançados do Pará (Faepa); Rosângela Gouvêa, professora do curso de Design da Universidade do Estado do Pará (Uepa); Rubens Pontes, jornalista consultor do IBGM; representantes da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), entre outros.

Pesquisador e mestre ourives Paulo Tavares.
Foto: Igama/Divulgação
Metal-morfose

O Polo Joalheiro do Pará mostrará práticas de sustentabilidade no processo de criação e produção de joias artesanais em um dos pontos altos do workshop, com a exposição “Metal-morfose: a transformação da matéria”, promovida pelo Igama/Seicom. Trata-se do lançamento de uma linha de joias com sustentabilidade, geradas por empresas e designers do Programa Polo Joalheiro do Pará.

A coordenação técnica da exposição é do mestre ourives e pesquisador Paulo Tavares. As joias artesanais da nova coleção unem inovação, qualidade, sustentabilidade e design com identidade cultural, provando, através de experiência bem sucedida de reaproveitamento de resíduos de produção, que a joalheria responsável com adoção de boas práticas é viável e contribui com o equilíbrio do meio ambiente e do ecossistema.

A ação é resultado de anos de pesquisa de Tavares, trabalho que destaca o processo de reaproveitamento de sobras de metal da produção da joalheria, método incorporado a outra inovação desenvolvida no âmbito do programa, a incrustação paraense. Na exposição, as joias em ouro e prata mostrarão o colorido exclusivo resultante do processo desenvolvido pelo ourives com resíduos de metais de microempresas do programa.

Além da experiência inédita, o encontro mostrará o case de sucesso do programa, criado em 1998 pelo Governo do Estado, e do São José Liberto, inaugurado em 2002 para abrigar diversos setores criativos paraenses. “A gestão do Programa Polo Joalheiro do Pará e do Espaço São José Liberto: uma experiência de território criativo” será um dos temas do Mural de Experiências, que integra a programação do workshop.

Em fase de produção, joia da designer Lídia Abrahim, da empresa Yemara,
que integra a nova coleção do Polo Joalheiro do Pará: "Matel-Morfose". 
Foto: Igama/Divulgação
A diretora executiva do espaço e do programa, Rosa Helena Neves, falará sobre o modelo único de gestão do espaço e a forma como a cultura amazônica é preservada, por meio das joias criadas pelos empreendedores criativos do programa.

No caso da joia do Polo Joalheiro do Pará posso dizer que somos uma experiência de joia artesanal com inovação e qualidade, que tem como referência, tanto na criação quanto na produção, a cultura do território amazônico: a cultura amazônica paraense com sua diversidade, simbolismo, imaginário e matéria-prima. Somos uma referência nesse campo”, identifica a diretora, acrescentando que a outra especificidade ou ponto forte é o desenvolvimento dessa experiência no território criativo do espaço, integrada ao Plano Estadual de Turismo e parcerias com diversas instituições, como a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) e o Sindicato dos Guias de Turismo (Singtur) do Pará.

Nós somos o único APL de gemas e joias que funciona em um território criativo que é patrimônio histórico e promove a intersetorialidade entre o turismo, a cultura, a sustentabilidade, o setor de gemas e joias e demais setores criativos, como o artesanato”, completou Rosa Neves, lembrando que a cadeia produtiva deste setor no estado do Pará é diferenciada por ter como elos o artesanato, design, mercado, matérias-primas orgânicas e inorgânicas.

Mais informações com o Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico e Organizacional (NDTO): ndto.igama@gmail.com

Confira, abaixo, a programação do evento:

III WORKSHOP DE INTEGRAÇÃO DOS APL DE GEMAS E JOIAS
Projeto para estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da cadeia produtiva de joias, gemas e bijuterias

Dias 24 e 25 de novembro de 2014
Realização: IBGM/SEBRAE
Apoio: SEICOM/SEBRAE/IGAMA
Local: Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará. Belém - PA

PROGRAMAÇÃO
24/11/2014
1º DIA
09h – 09h30
ABERTURA
·         HINO NACIONAL
·         SAUDAÇÕES AOS PARTICIPANTES – BOAS VINDAS
·         MANIFESTAÇÕES DAS AUTORIDADES
9h30 – 10h30




PAINEL INTERSETORIAL
Tema:Alinhamento das Políticas Públicas voltadas ao Setor de Gemas e Joias no Estado do Pará: Mineração, Turismo, Cultura, Empreendedorismo e Capacitação Profissional”.
Com Vilson Schuber, presidente do Sebrae–PA; Adenáuer Góes, titular da Setur; Maria Amélia Henriquez, titular da Seicom; Jaqueline Alves, diretora de Marketing da Paratur; Msc. Rosângela Gouvêa, chefe do Departamento de Design Industrial e prof.ª do Curso de Design da Uepa; e representantes da Paratur e da Secult.
Moderadora: Rosângela Quintela, doutoranda na área de Joias – Faepa
10h30 – 10h50
Intervalo para o café

10h50 – 11h10
RELATO DE EXPERIÊNCIAS - Internacional
Temática: A joia artesanal e as culturas do território como forças expressivas de uma marca
SYO – quando a herança cultural encontra o luxo!
Com a designer de joias Sylvie Alves Castro (Portugal)
11h10 – 11h30
DEBATE
Moderadora: Rosângela Quintela – Faepa
11h30 – 13h00
CIRCUITO NO ESJL: Casa do Artesão; Loja Incubadora; Museu de Gemas do Pará e Capela São José Liberto
Com acompanhamento de Thiago Albuquerque, diretor do NDTO do Igama
13h00 – 14h30
Intervalo/Almoço – Livre
14h30 -  16h00
OFICINA TÉCNICA: Workshop “Lidando com a Mídia
Com Rubens Pontes (Brasília-DF), consultor do IBGM
Um dos grandes gargalos de toda empresa ou associação é a correta comunicação com seus públicos-alvo. Esse workshop ajudará os empresários a conhecer os fundamentos do relacionamento com a imprensa e com outras mídias disponíveis, como, por exemplo, redes sociais.  
16h00 – 16h15
Intervalo para o café
16h15 – 18h00
ESPAÇO MURAL DE EXPERIÊNCIAS
TEMA: “A gestão do Programa Polo Joalheiro do Pará e do Espaço São José Liberto (ESJL): Uma experiência de Território Criativo no Setor de Gemas e Joias”.
Com a diretora executiva do Igama/ESJL Rosa Helena Neves (Belém-PA)
18h00 
Encerramento - Programação Técnica
18h30 – 20h00
PROGRAMAÇÃO CULTURAL NO ESJL
Exposição “Metal-Morfose: a transformação da matéria
Local: Salão de Exposição/Casa do Artesão do ESJL
Horário: 18h30
Designers expositores: Lídia Abrahim, Marcilene Rodrigues, Nilma Arraes e Argemiro Muñoz.
Empresas expositoras: Amajoia; AmazonArt; Yemara; Silabrasila; Joiartmiro; Moarã e Mônica Gariela Pereira.
Coordenação técnica: Paulo Tavares
Ambientação: Bárbara Müller
Apresentação do Grupo Parafolclórico “Frutos do Pará
Coquetel/Confraternização
Local: Anfiteatro do Coliseu das Artes do ESJL
Horário: 19h30
25/11/2014
2º DIA
9h00 – 10h00
ESPAÇO MURAL DE EXPERIÊNCIAS
As ações do Sebrae Pará para o Setor de Gemas e Joias/Programa Polo Joalheiro do Pará”.
Com representante do Sebrae Pará.
10h00 – 10h45
RESULTADOS ALCANÇADOS NA “AÇÃO 5” DO PROJETO DO IBGM  - Projeto para estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da cadeia produtiva de joias, gemas e bijuterias
Com Carolina Lucena e Angela Andrade (IBGM)
Apresentação das ações realizadas ao longo do projeto, assim como das respostas ao questionário enviado no final de outubro para os empresários/associações.
-Depoimentos
10h45 – 11h00
Intervalo para o café
10h50 – 11h30
Palestra “Oportunidades de negócios para os APL
Com Hécliton Santini Henriques, presidente do IBGM  
11h00 – 12h30
Apresentação do documento final da “AÇÃO 5
Por Gabriel Ligabue
Perguntas e respostas
12h30 - 13h00
Almoço e confraternização
RETORNO DOS PARTICIPANTES AOS ESTADOS

Leia também na Agência Pará de Notícias

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto sediará evento nacional sobre APLs de gemas e joias

Fachada do Espaço São José Liberto.
Foto: Igama/Divulgação
Depois do Espírito Santo (ES) e do Rio Grande do Sul (RS), o estado do Pará receberá o “III Workshop de Integração de Arranjos Produtivos Locais (APLs) de Gemas e Joias”, a se realizar nos dias 24 e 25, no Espaço São José Liberto (ESJL)/Polo Joalheiro do Pará. O encontro de promoção e integração de ações de apoio aos APLs segundo suas necessidades e especificidades envolverá estados brasileiros e convidados de outros países em importante intercâmbio de experiências bem sucedidas na área, como o case do Programa Polo Joalheiro do Pará que, inserido no território criativo Espaço São José Liberto, será referendado durante o workshop.

A iniciativa é do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Secretaria de Indústria Comércio e Mineração (Seicom) e o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), organização social que gerencia o ESJL.

O evento integra as ações do “Projeto para Estímulo à Inovação, Competitividade e Desenvolvimento Integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias”, gerenciado pelo IBGM. Terão representatividade no evento APLs dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pará, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de representantes dos segmentos do Programa Polo Joalheiro do Pará, tais como designers, ourives, lapidários, empreendedores individuais, micros empresários e mestres artesãos. 

Da programação técnica do workshop constam atividades variadas, como painel intersetorial, palestras, relatos e mural de experiências, além de oficina técnica para tratar, entre outros temas, sobre a joalheria artesanal e seus diálogos com a cultura e o turismo. Também estão agendadas apresentações de danças folclóricas e exposições dentro da programação cultural do encontro.

A gestão do Espaço São José Liberto e do Polo Joalheiro do Pará será abordada por Rosa Helena Neves, diretora executiva do espaço e do programa, no primeiro dia do workshop. A apresentação integra o Espaço Mural das Experiências, onde no segundo dia do encontro um representante do Sebrae Pará falará sobre as ações da instituição para o setor de gemas e joias/Programa Polo Joalheiro do Pará.

Carolina Lucena e Ângela Andrade, representantes do IBGM, participarão do Relato de Experiências, onde abordarão os resultados alcançados pelas ações realizadas ao longo do projeto.
Designer Sylvie Castro usa medalhão “7 Círculos” da coleção "Jardins Portugueses - SYO". A peça exclusiva foi confeccionada em filigrana manual com flor em esmalte azul e zircônias. Foto: Luís Simões/Divulgação
Outro destaque na programação é a participação da designer Sylvie Alves Castro, de Portugal. Proprietária da Syo, reconhecida empresa de joalheria artesanal, a designer prestará consultoria técnica aos participantes por meio da palestra “Syo – Quando a herança encontra o luxo”, na qual abordará a joia artesanal e as culturas do território como forças expressivas de uma marca. 

Durante o intercâmbio os participantes conhecerão mais sobre experiências desenvolvidas em outros polos joalheiros do Brasil e sobre a cultura portuguesa representada na joalheria autoral de Sylvie Castro e seu trabalho com a “filigrana”, marcado pela inovação e reinvenção de peças de joalheria. 

Mais informações: igama_secretaria@hotmail.com

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Espaço São José Liberto recebe visita da atriz Bianca Rinaldi

Comitiva de representantes da Fibra, Bianca Rinaldi e Regina Próspero são
recebidas por Carmem Macedo no Jardim da Liberdade. Foto: Igama/Divulgação
A atriz Bianca Rinaldi visitou o Espaço São José Liberto (ESJL) na tarde desta quinta-feira, 13. Bianca é presidente do Instituto "Eu Quero Viver", ONG que tem como proposta dar mais visibilidade à Mucopolissacaridose (MPS), doença rara e hereditária na qual os portadores não possuem uma enzima (mucopolissacarídeo) responsável por digerir o açúcar no organismo.

Na comitiva que acompanhou a atriz durante a visitação monitorada estavam Regina Próspero, presidente da Associação de Pais de Portadores de Mucopolissacaridose (APMPS); e representantes da Faculdade Integrada Brasil Amazônia (Fibra), dentre eles Rosa Noronha, diretora acadêmica da faculdade; Patrícia Bentes, coordenadora do curso de Biomedicina; Maura Tembra, secretária geral, e Reginaldo Teles, cerimonialista da Fibra.
Joias ofertadas pela fibra.
Foto: Igama/Divulgação
As visitantes foram presenteadas com joias produzidas por ourives e designers do Programa Polo Joalheiro para marcar a passagem pelo ESJL. Foram dois pingentes em ouro "Mãezinha", criados pela designer Bianca Kuroki, e dois pingentes em prata "Muiraquitã", criados pelo ourives Joelson Leão. As joias foram presenteadas pela Fibra para os visitantes.

Da agenda de Bianca Rinaldi em Belém constam palestra e outras participações na programação da "II Jornada de Saúde da Fibra".

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto funcionará no feriado da Proclamação da República

Fachada do Espaço São José Liberto.
Foto: ESJL/Divulgação
A direção do Espaço São José Liberto/Polo Joalheiro do Pará (Praça Amazonas, s/n, Jurunas) informa que o local abrirá ao público neste sábado, 15, feriado da Proclamação da República, no seu horário normal de funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 19h, e aos domingos e feriados: das 10h às 18h. No local funcionam a Casa do Artesão, o Jardim da Liberdade, o Memorial, a capela, o Museu de Gemas do Pará e as lojas de joia. O espaço é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), sendo gerenciado pela organização social Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Setor da Economia Criativa paraense marca presença na 2ª oficina do Projeto Belém 400 anos

Participaram do evento representantes da música, do artesanato, do design,
da criação digital em 3D, produtores culturais, entre outros profissionais.
Foto: Ascom/Seicom
A segunda oficina do Projeto Belém 400 anos, sobre Economia Criativa, reuniu ´nesta terça-feira, 11, no Espaço São José Liberto, representantes da música, do artesanato, do designer, da criação digital em 3D, produtores culturais, entre outros, para evidenciar os problemas e propor soluções que constarão no diagnóstico, o qual está em processo de elaboração.

A ideia é mostrar como está nossa economia para então desenvolver as estratégias de melhorias por setor. As oficinas estão programadas para ouvir os representantes de cada segmento e, assim, pensar a cidade a curto, médio e longo prazos, para fomentar uma Belém 400 anos mais forte economicamente”, explicou a secretária de Estado de Indústria, Comércio e Mineração, Maria Amélia Enríquez.

Até o final de 2014 serão realizadas mais 10 oficinas para discutir sobre diversos setores, como serviços, comércio local, comércio exterior, bancos (intermediação financeira), indústria, agricultura, turismo, pesca e mineração, para identificar novas oportunidades de cooperação e desenvolvimento. O objetivo das reuniões é fazer todas as entidades e organizações sociais ligadas aos temas propostos conversarem para nivelar a visão e prospecção de cada integrante ao ramo de atividade que será apresentado.

O primeiro momento da oficina foi para apresentar os questionamentos e gargalos. E para filtrar as soluções foram reunidos quatro grupos nas áreas de expressões culturais, criação, literatura e espetáculos culturais. Para o secretário de Economia de Belém, Marco Aurélio Nascimento, “é extremante necessário que haja essa interação com os diversos representantes, pois uma política pública não se faz sozinho”.

A oficina contou com a presença de muitos ícones da área, dentre eles, Almirzinho Gabriel, cantor e compositor, que comentou a necessidade de existir um circuito integrado de mostra cultural, que eleve o potencial paraense, na música, na literatura, no artesanato e na área de criação.

A representante do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia e do Espaço São José Liberto, Rosa Helena, enfatizou o trabalho em conjunto que já é desenvolvido com a Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), na área da capacitação de designer de joias. E ainda agradeceu a parceria da Secretaria Municipal de Economia (Secon), da Agência de Inovação Tecnológica (Universitec), do Banco da Amazônia, da Fundação de Amparo ao Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) e da Universidade Federal do Pará (UFPA) na realização do evento no espaço criativo.

Leia também na Agência Pará de Notícias

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Programação do Espaço São José Liberto para o mês de novembro

ESPAÇO SÃO JOSÉ LIBERTO – ESJL
PROGRAMAÇÃO MENSAL

MÊS: NOVEMBRO
ANO: 2014
TURISMO

Visitação ESJL
De 3ª a sábado:
Horário: De 9h às 19h
Domingos e feriados:
Horário: De 10h às 18h
Entrada Franca

Visitas monitoradas para Instituições de Ensino
De 3ª a sábado:
Horário: De 9h às 19h

Visitas ao Museu de Gemas do Estado do Pará
De 3ª a sábado:
Horário: De 09h às 19h
Domingos e Feriados:
Horário: De 10h às 18h
Agendamento:
3344-3517 - Elizangela
3344-3500 - Emily (Manhã) e Alexandre (Tarde)


EVENTOS CULTURAIS

Amazônia Fashion Week - Desfile de Moda dos Novos Criadores – Alunos da Estácio/Pará – FAP
Data: 07/11
Hora: 19h
Local: Coliseu das Artes
Promoção: Amazônia Fashion Week/Estácio – FAP
Apoio: Seicom/Igama
Patrocínio: Sebrae

Exposição “Tear dos Sonhos – 25 anos do estilista Tony Palha”
Data: 11/11
Hora: 19h
Local: Coliseu das Artes

Danças Circulares
Data: 23/11
Hora: 10h
Local: Coliseu das Artes


EXPOSIÇÕES

Exposição de Joias “Metalmorfose: A transformação da matéria”
Período: De 24/11 a 12/12
Local: Casa do Artesão
Promoção: Igama/Seicom
Empresas participantes: Amajoia; AmazonArt; Yemara Joias; Joiartmiro; Monica Gabriela Pereira Matos; Silabrasila; Moarã
Designers participantes: Lidia Abrahim, Marcilene Gomes, Nilma Arraes, Argemiro Munõz
Coordenação técnica: Paulo Tavares

AGENDA CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

III Workshop de Integração dos APLS de Gemas e Joias
Período: 24 e 25/11
Local: Mezanino da Casa do Artesão
Promoção: IBGM
Apoio: Sebrae/Seicom/Igama
(Evento restrito aos empreendedores do setor)


EVENTOS SOCIAIS

Baile de Formatura – Turma de Administração UFPA
Data: 01/11/2014
Hora: 22h
Local: Coliseu das Artes
(Evento privado – para convidados)

Jantar Beneficente da Paroquia de N. Sr.ª Da Conceição
Data: 21/11/2014
Hora: 19h
Local: Coliseu das Artes
(Evento privado – para convidados)

XXXVI FONAJE - Fórum Nacional de Juizados Especiais
Data: 26/11/2014
Local: Coliseu das Artes
Promoção: TJE-PA
(Evento privado – para convidados)

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

No jornal Diário do Pará: "Made In Pará"

Matéria "Made In Pará", publicada na página 12 do caderno TDB do jornal Diário do Pará desta quarta feira, 12.
Clique na imagem para ler a matéria em tamanho ampliado.
Imagem: Reprodução
Leia também:


Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

No jornal O Liberal: "Espetáculo de moda no São José Liberto"

Matéria "Espetáculo de moda no São José Liberto", publicada na página 06 do caderno Magazine do jornal O Liberal desta quarta feira, 12.
Clique na imagem para ler a matéria em tamanho ampliado.
Imagem: Reprodução
Leia também:


Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Economia Criativa será debatida em Cachoeira do Arari

Clique na imagem para ver em tamanho ampliado
No próximo dia 14/11, Cachoeira do Arari recebe o Ciclo Criativo, evento gratuito que promove palestras, mostras e ações formativas nas diferente regiões do Pará com a participação de gestores públicos e privados, representantes de instituições de ensino e da sociedade civil. Os debates nortearão o desenvolvimento da Economia Criativa paraense. O evento é direcionado a empreendedores de todos os segmentos da Economia Criativa, abrangendo artistas, produtores culturais, gestores públicos e privados, acadêmicos e estudantes.

Com entrada franca, o evento é uma promoção da Incubadora Pará Criativo, do Instituto de Artes do Pará (IAP), Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) – que gerencia o Espaço São José Liberto -, Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e Regional Norte do Ministério da Cultura (RRN/MinC), com apoio do Servido Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA) e da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal do Pará (FAV/UFPA).
Clique na imagem para ler em tamanho ampliado
O evento promoverá palestras, mostras e ações de formação nas diferentes regiões do Pará, com a participação de gestores públicos e privados, representantes de instituições de ensino e da sociedade civil. Todos esses segmentos vão dialogar sobre Empreendedorismo Criativo. Os debates nortearão o desenvolvimento da Economia Criativa paraense. O evento é direcionado a empreendedores de todos os segmentos da Economia Criativa, abrangendo artistas, produtores culturais, gestores públicos e privados, acadêmicos e estudantes.

O evento contará com 10 horas de atividades, incluindo palestras, debates e atrações culturais, além de relatorias, para registrar as demandas e especificidades locais. Ao final, as instituições reunirão o material em um documento com as diretrizes para o desenvolvimento da Economia Criativa do Pará.

As inscrições são realizadas no link AQUI na Secretaria de Cultura ou no Museu do Marajó.


Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Espaço São José Liberto é visitado por oficiais da reserva do Exército

O monitor Alexandre Cordovil acompanha grupo de turistas durante visita ao Museu de Gemas.
Foto: Igama/Divulgação

O Espaço São José Liberto (ESJL) - Polo Joalheiro do Pará integrou, semana passada, o roteiro de visitações dos cerca de 70 militares aos pontos turísticos da capital paraense. Divididos em cinco grupos, os militares reformados fazem parte da Associação de Oficiais da Reserva e vieram a Belém para participar do XVI Encontro Nacional dos Oficiais da Reserva do Exército (ENOREX).

São grupos de diferentes estados que todos os anos se reúnem em assembleias para discutir temas relevantes para o setor. Entre as atividades desenvolvidas durante os encontros estão visitas aos pontos turísticos da cidade. 

Grupo de militares durante visita à Loja Una do ESJL.
Foto: Igama/Divulgação

O ESJL foi visitado durante três dias: quarta (05), quinta (06) e sexta (07). No local, as visitas monitoradas foram divididas em grupos, onde os militares conheceram o espaço com acompanhantes e familiares.

Os passeios monitorados ao ESJL foram orientados por monitores e técnicos do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e do Museu de Gemas do Pará: Elisângela Souza, Dina Carvalho, Felipe Santa Brígida, Joyce Ferreira e Alexandre Cordovil.


Os turistas puderam conhecer todos os locais do espaço. O grupo visitou a Capela São José, o Museu de Gemas; as lojas de joias (entre elas a Loja Una, experiência de loja incubadora) onde são comercializadas peças artesanais produzidas pelos integrantes do Programa Polo Joalheiro; a loja de gemas; a ilha de ourivesaria; o Jardim da Liberdade e a Casa do Artesão.

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.
Postagens Antigas
Inicio
Contador acessso