Jornal Diário do Pará destaca Semana Fashion

Imagem Reprodução
"Moda no cardápio", foi o título da matéria publicada no Caderno Você (página 6) do Jornal Diário do Pará deste sábado, 28. O texto fala sobre a palestra "Cultura e Moda", com o historiador e escritor João Braga, convidado especial da "Semana Fashion 5", que comemora os cinco anos de atividade do Curso de Design de Moda da Faculdade Estácio do Pará (FAP).

A palestra foi realizada no mezanino do Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará, onde, às 17h, acontecerá sessão de autógrafos do livro “Um Século de Moda”, de João Braga, lançado em 2013 pela D’Livros Editora. 

Com coordenação da pesquisadora de Moda e professora da FAP, Felícia Assmar Maia, com entrada franca, o evento encerrará neste sábado, às 18h, no Coliseu das Artes do ESJL. com um desfile de moda, denominado “Identidades Paraenses”, 

A quinta edição da “Semana Fashion” foi realizada na faculdade e no ESJL, reunindo alunos, ex-alunos, designers e convidados em palestras, mesas de debates e oficinas. 

O encontro é promovido pela Estácio do Pará, Associação de Costureiras e Artesãs da Amazônia (Costamazônia) e Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Joia em destaque: Amor Agarradinho

Pingente “Amor Agarradinho”, criação da designer Marcilene Rodrigues
Foto: Lázuli Estúdio - Divulgação

Nome: Anel ”Amor Agarradinho, da coleção “Trepadeiras”. Criado pela designer Marcilene Rodrigues para a sétima edição da “Pará Expojoia – Amazônia Design”, feira realizada, em 2010, no Espaço São José Liberto, com a finalidade de divulgar e incentivar o design brasileiro feito a partir de produtos extraídos da Amazônia. O anel faz parte da coleção de joias em ouro e prata lançada, na ocasião, pelo Polo Joalheiro do Pará, denominada “Metamorfose Preciosa da Amazônia”, com peças inspiradas na botânica da região.

Criação: Designer Marcilene Rodrigues

Produção e ourivesaria: SilaBrasilia

Composição: Em prata.

Inspiração: A designer faz uma brincadeira com a flora amazônica, inspirando-se na espécie "Trepadeiras", em especial a "Amor Agarradinho" (Antigonon Lepitopus), e em um famoso brega paraense, “Amor, Amor”, de Magno e André Carlos, regravado na voz da cantora Lia Sophia: "Amor, Amor... Me abrace mais forte... Amor, amor...".

Marcilene explica que o Amor Agarradinho é uma planta que surpreende pela delicadeza de suas flores rosas ou brancas, assim como pelo formato de coração de suas folhas, retratadas nesta joia. De acordo ela, as flores e folhas criam uma atmosfera romântica, atraindo muitas abelhas. Com folhagens protetoras, a planta também fornece sombra durante todas as estações. "Fique sem reservas. Abaixe o muro e se permita", diz Marcilene Rodrigues, referindo-se  a todo esse universo inspirador que envolve a joia.   

A designer integra o Programa Polo Joalheiro do Pará e já participou de exposições, cursos e eventos nacionais e internacionais da área. Suas joias já foram expostas em Portugal, Itália, França e outros países.

A utilização de matéria-prima diferenciada, que identifica a riqueza mineral e natural da joia do Pará, também marca o trabalho artesanal da designer Marcilene Rodrigues. As joias produzidas por sua empresa, a SilaBrasila, aliam metais preciosos ouro e prata, a gemas orgânicas, minerais e vegetais.

Em suas joias, a contemporaneidade revela-se nas formas desenhadas pelo metal precioso, que, em algumas criações, destacam o brilho precioso de citrinos, ametistas, rubis, quartzos e outras gemas minerais, bem como a beleza natural da matéria-prima utilizada, em especial o chifre de búfalo e a madeira certificada, recorrentes em sua produção. 

Ao buscar inovação contínua do processo de criação, a partir do conceito da economia criativa, Marcilene Rodrigues envolve artesãos, ourives, lapidários e outros produtores da região amazônica em seu trabalho, incentivando o segmento da joalheria artesanal.

Foto: Lázuli Estúdio - Divulgação

Onde encontrar: Na “Loja Una”, situada no Espaço São José Liberto (Pç. Amazonas, s/n, Jurunas). Aberta de terça a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h.

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Artesanato em destaque: Balata

      “Arara”, miniatura em balata, criação do mestre artesão Darlindo Oliveira, 
de Monte Alegre-PA. Foto: João Ramid AIB

Nome: “Arara”, miniatura em balata.

Criação e produção: Mestre artesão Darlindo José de Oliveira Pinto e Grupo de Mestres Artesãos de Modelagem em Balata, do município de Monte Alegre, oeste do Pará, formado por Darlindo, Oscarino Braga, Paulo Baía, Antonio Braga, Carlos Baía e Luiz Carlos.  

Darlindo de Oliveira destaca-se pelo trabalho com a balata e pelas lutas de mais de duas décadas em prol da classe. É presidente da Facapa, tesoureiro da Confederação Nacional do Trabalhadores Artesãos do Brasil (CNARTS) e presidente do Grupo de Trabalho Colegiado Artesanato, do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC).

O mestre artesão foi agraciado, em 2012, com o certificado da 3ª edição do “Reconhecimento de Excelência da Unesco para os produtos artesanais do Mercosul+”, pela peça “Búfalo Montado”.

Composição e inspiração: A “Arara” é uma peça lúdica, representativa do artesanato extraído da árvore da Balateira. Em processo similar ao da borracha, o tronco da árvore é riscado e o leite (látex) que sai é aparado e cozido, formando blocos. Os artesãos cortam e aquecem os blocos em banho maria para limpar e purificar a balata, e vão criando as formas desejadas em um processo denominado “modelagem em balata”.

O artesanato em balata beneficia, direta e indiretamente, cerca de 50 famílias de Monte Alegre, entre extrativistas, artesãos e familiares dos profissionais. Darlindo Oliveira aprendeu a técnica nos anos 70, com o Mestre João Boi que, junto com Mestre Bejá, eram os únicos a criar o artesanato em Monte Alegre.

Na forma final, as miniaturas ganham vários tons, desde o cinza-claro até o rosado, com a utilização de pigmentos naturais, como urucum e cumatê. Atualmente, a tinta de tecido, que é antitóxica, também é usada na coloração das peças, que retratam cobras, jacarés, botos, tartarugas, canoeiros, vaqueiros do Marajó, apanhadores de açaí e tantos outros personagens e representações da diversidade amazônica.  

Foto: João Ramid - AIB

Onde encontrar: Na Casa do Artesão, situada no Espaço São José Liberto (Pç. Amazonas, s/n, Jurunas). Aberta de terça a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h.

Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

João Braga é o convidado especial da "Semana Fashion 5"


Em comemoração aos cinco anos de atividade do Curso de Design de Moda da Faculdade Estácio do Pará (FAP), acontecerá no próximo sábado, 28, a partir das 9h, no mezanino do Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará, a palestra “Cultura de Moda”, com o estilista, professor, escritor e historiador João Braga, convidado especial da quinta edição da “Semana Fashion”, aberta na última segunda-feira, 23, na sede da faculdade. Com entrada franca, às 18h, um desfile de moda, denominado “Identidades Paraenses”, marcará o encerramento do encontro, no  Coliseu das Artes do ESJL (Praça Amazonas, s/n, Jurunas).

No sábado, às 17h, também no mezanino do São José Liberto, João Braga participará de uma sessão de autógrafos do livro de sua autoria, intitulado “Um Século de Moda”, lançado em 2013 pela D’Livros Editora. A coordenação do encontro é de Felícia Asmar Maia, pesquisadora de moda e professora do Curso de Moda da FAP.

A programação da quinta edição da “Semana Fashion” acontece na sede da faculdade e no São José Liberto, onde alunos, ex-alunos e convidados participam de palestras, mesas de debates e oficinas. O encontro é promovido pela Estácio do Pará, Associação de Costureiras e Artesãs da Amazônia (Costamazônia) e Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).

Mais informações: (91) 98243-6403 (Felícia Assmar Maia, coordenadora do evento)

Ascom Igama  




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Semana Fashion promove debate sobre design, moda e cultura no ESJL e na FAP

                                                                                    Veja mais fotos em nosso álbum

Uma sessão de autógrafos do livro "Um Século de Moda", de João Braga, integra a programação do evento.
Foto: Semana Fashion 5 - Divulgação
Em comemoração aos cinco anos de atividade do Curso de Design de Moda da Faculdade Estácio do Pará (FAP), será realizado no próximo sábado, 28, a partir das 9h, no mezanino do Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará, a palestra “Cultura de Moda”, com o estilista, professor, escritor e historiador João Braga, convidado especial da quinta edição da “Semana Fashion”, aberta na segunda-feira, 23, na sede da faculdade. Com entrada franca, às 18h, um desfile de moda, denominado “Identidades Paraenses”, marcará o encerramento do encontro, no Coliseu das Artes do ESJL.

No sábado, às 17h, também no mezanino do São José Liberto, João Braga participará de uma sessão de autógrafos do livro de sua autoria intitulado “Um Século de Moda”, lançado em 2013 pela D’Livros Editora. A coordenação do encontro é de Felícia Assmar Maia, pesquisadora de moda e professora do Curso de Moda da FAP.
A programação da quinta edição da “Semana Fashion” é realizada na sede da faculdade e no São José Liberto, onde alunos, ex-alunos e convidados participam de palestras, mesas de debates e oficinas. O encontro é promovido pela Estácio do Pará, Associação de Costureiras e Artesãs da Amazônia (Costamazônia) e Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).
Rosa Helena Neves, diretora executiva do Igama e do Espaço São José Liberto, destaca que a parceria firmada entre o Governo do Estado, via Sedeme e Igama, com a FAP e a Costamazônia permitirá a participação dos empreendedores criativos integrantes do Programa Polo Joalheiro e do Arranjo Produtivo Local (APL) de Moda e Design no evento.
Segundo ela, a ação integrada oportunizará aos estilistas, designers, micro e pequenos empresários o encontro com João Braga, professor pesquisador referência no Brasil em cultura e história da moda. “A atividade consolida o diálogo entre o setor produtivo e a academia, promovido pelo Programa Polo Joalheiro do Pará. Outras agendas serão desenvolvidas com esta instituição de ensino, no ano de 2015, no campo da capacitação profissional, gestão e mercado”, garantiu a diretora.
Felícia Assmar Maia. Foto: Igama Divulgação
De acordo com Felícia Assmar Maia, com iniciativas como a semana de moda, alunos, professores da faculdade e demais envolvidos na realização desses eventos vêm contribuindo de maneira significativa para a capacitação de mão de obra para o mercado de moda na região. “A gente percebe que tem crescido a mão de obra, que mais e mais profissionais têm sido solicitados para trabalhar na indústria, no comércio e na área de serviços, E, com certeza, o nosso curso, nesses cinco anos, vem colaborando muito com o nível de ensino e capacitação que vem dando para esses alunos formados na instituição”, explicou Felícia Assmar Maia, que também está à frente da Amazônia Fashion Week (AFW), do Fórum de Moda da Amazônia (Formoda) e do Encontro paraense de Moda e Artesanato (Epama), também realizados em parceria com o Espaço São José Liberto.
Lançamento
Felícia Maia destaca que João Braga é uma personalidade importante na moda como historiador que vem escrevendo e pesquisando sobre a história da moda de maneira geral e, principalmente, no Brasil. “Ele vem falar sobre cultura de moda, que é conhecimento básico para todas as pessoas que estão no universo da moda. Eu acho que ninguém melhor do que ele para falar de cultura de moda com essa visão panorâmica que ele tem”, enfatizou a coordenadora da Semana Fashion.
João Braga é mestre em História da Ciência pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo (SP), especialista em História da Indumentária e da Moda pela Fundação Escola de Sociologia e Política de SP e especialista em Histoire du Costume pela École Supérieure des Arts et Thecnique de la Monde (ESMOD-Paris). Atualmente, trabalha como professor de História da Moda, História das Artes e História da Joalheria, Estética e Cultura de Moda, na Faculdade Santa Marcelina, na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e na Casa do Saber, em São Paulo.
Com apresentação da jornalista e consultora de moda Gloria Kalil, as 120 páginas do livro “Um Século de Moda”, de João Braga, levam para o público em geral, de forma didática, linguagem simples e objetiva, o conhecimento dos acontecimentos em destaque na área da moda no Brasil e no mundo, entre 1.901 e 2000.
Na publicação, o autor contextualiza as mudanças ocorridas no segmento e os acontecimentos culturais e históricos marcantes do século XX, como, por exemplo, o nascimento da marca Lacoste, a criação da Academia Brasileira da Moda e o lançamento do perfume Chanel Nº 5.
João Braga também é autor dos livros “História da moda: uma narrativa”, “Reflexões sobre moda – volumes I, II, III e IV”, pela Anhembi Morumbi, e “História da moda no Brasil: das influências às autorreferências”, pela Disal.
Programação
Uma aula inaugural marcou, na noite de segunda-feira, 23, no auditório da Estácio FAP, a abertura da Semana Fashion. “Artistas Paraenses estão na Moda” foi o tema da palestra de Lucinha Chaves, diretora da ELF Galeria. Na oportunidade, ela destacou o trabalho de artistas plásticos paraenses, dentre eles Geraldo Teixeira e Ruma.
Das 16h às 18h desta terça-feira, 24, na sala D 206 da faculdade, a programação prosseguiu com a oficina de bolsas Furoshiki, com Luti Cavalcante, arte-educadora e designer de bolsas. Das 19h às 20h30, no auditório da Estácio FAP, “Moda e Responsabilidade Social” será o assunto abordado na mesa de debates, que contará com a participação das designers e ex-alunas do Curso de Design da FAP, Enilda Carriço, Silvia Valente e Roseli Caldas.
Um desfile no Coliseu das Artes do ESJL marcará o encerramento do evento. 
Foto: Igama Divulgação 
Na quarta-feira, 25, das 15h às 18h, na mesma sala, será realizada a oficina “Moda e Sustentabilidade”, com a estilista e consultora de moda Jackye Carvalho. No auditório, das 19h às 20h30, o tema a ser discutido na mesa de debates pelas ex-alunas e designers Helena Bezerra, Brenda Lopes e Graça Arruda é “Sustentabilidade está na Moda”.
Na quinta-feira, 26, das 15h às 18h, será realizada a segunda aula da oficina “Moda e Sustentabilidade” (sala D 206). Das 19h às 20h30, estão agendadas duas mesas de debates. A primeira tratará sobre os “Profissionais de Moda em Desfiles” e terá a participação dos ex-alunos Jonathan Veiga, Milena Castro, Dannai Vasques e Victor Marques. Na segunda mesa, as ex-alunas e designers Celeste Heitmann, Analú Paixão e Michele Rodrigues falarão sobre o tema “Profissionais de Moda no Mercado”.
Na sexta-feira, 27, no mesmo horário e local (sala D 206), será realizada a terceira e última aula da oficina “Moda e Sustentabilidade”. Das 15h às 18h, na sala D 205, a programação segue com a oficina de Automaquiagem, com João Paulo Ramos, estilista e estudante de Design de Moda.
O “Encontro com João Braga” marcará o último dia do evento, no sábado, 28, no mezanino do Espaço São José Liberto. Das 9h às 12h, será realizada a palestra “Cultura da Moda”, com João Braga, que vai participar da sessão de autógrafos do livro “Um Século de Moda”, marcada para as 17h. Às 18h, no anfiteatro do Coliseu das Artes do espaço, um desfile de moda encerrará a quinta edição do evento.

Mais informações: (91) 98243-6403 (Felícia Assmar Maia, coordenadora do evento)


Luciane Fiuza (Igama), com colaboração da consultora de Imagem Tainá Silva (Semana Fashion 5)


Leia também na Agência Pará de Notícias


Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Missa homenageia São José e artesãos do Polo Joalheiro do Pará


A missa foi realizada no Coliseu das Artes do ESJL. Foto: Ascom Igama
Dezenas de fiéis participaram, na noite desta quinta-feira, 19, da missa em homenagem ao padroeiro dos artesãos, São José, realizada no Coliseu das Artes do Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará, com celebração de Padre Adailson, pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição.

Raimunda Ferreira é devota de São José. Foto: Ascom Igama
Entre os fiéis estava a aposentada Raimunda Ferreira, devota ardorosa do santo, que já lhe concedeu muitas graças. “A minha saúde é uma graça que eu já conquistei com a fé em São José”, disse ela. “A celebração foi muito bonita. Eu sempre assisto missa com o Padre Adailton na Igreja de Nossa Senhora da Conceição”, completou.

Organizada pela diretoria da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em parceria com o Espaço São José Liberto, a missa já é tradição nesse dia de homenagens ao santo. Até o ano passado, a celebração acontecia na Capela São José, mas por conta do crescimento do número de fiéis, este ano, pela primeira vez, o evento foi realizado no anfiteatro do Coliseu das Artes. Os fiéis saíram da paróquia, situada na Rua Cesário Alvim, e chegaram ao local em procissão, carregando a imagem do santo no andor enfeitado de lírios. 

Para a gerente de Eventos do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), a missa é uma forma de congregar a comunidade e integrando-a ao Projeto do Polo Joalheiro.  “Além de São José ser padroeiro do espaço, ele também é padroeiro dos artesãos. Como se comemora, hoje, também o Dia dos Artesãos, achamos muito especial que a missa fosse realizada no Coliseu das Artes, Casa do Artesão do Espaço São José Liberto”, ressaltou a gerente.

Imagem de São José. Foto: Ascom Igama
Muitos artesãos, ourives, designers, lapidários e demais profissionais que integram o Programa Polo Joalheiro do Pará e têm seu ofício ligado ao Espaço São José Liberto depositam sua devoção no santo protetor. Rosa Helena Neves, diretora executiva do Espaço São José Liberto falou aos presentes que receber a comunidade para celebrar São José em seu dia é uma grande satisfação para todos que trabalham no espaço ou fazem parte do programa. 
 
Na programação do ESJL em homenagem ao Dia do Artesão também consta a realização da exposição “A Artes dos Mestres”, realizada até a próxima segunda-feira, 23, no hall de entrada do Parque Shopping Belém (Augusto Montenegro), das 10h às 22h, de segunda a sábado, e das 14h às 22h, aos domingos. A mostra reúne o trabalho de 26 artesãos que comercializam seus produtos na Casa do Artesão do São José Liberto, mantido pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e pelo Igama, que promovem a exposição, em parceria com o Parque Shopping.


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto recebe Danças Circulares no próximo domingo, 22

                                        Imagem Divulgação
Mais informações pelo telefone (91) 8883-7970 (Ana Rubim) ou pelo e-mail lenacristinam@gmail.com

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Deu na mídia: "São José Liberto abre exposição de artesãos"

Matéria publicada no Caderno Atualidades (pag. 5) do Jornal O Liberal - Organizações Romulo Maiorana (ORM) da última quinta-feira, 19.
                          Imagem: Reprodução
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Deu na mídia: "Com a arte nas mãos e criatividade a mil"

Matéria publicada no Caderno Você (pag. 4) do Diário do Pará - Rede Brasil Amazônia de Comunicação (RBA) da última quinta-feira, 19.
                 Imagem: Reprodução
Ascom/Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Artesanato é um dos temas do Sem Censura Pará desta quinta-feira, 19


O mestre artesão Darlindo de Oliveira (foto), de Monte Alegre-PA, que trabalha com artesanato de balata, e Thiago Albuquerque, gerente comercial e tecnológico do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) - Espaço São José Liberto, participarão do Sem Censura Pará - Rede Cultura de Comunicação desta quinta-feira, 19. 

No programa de entrevistas, eles falarão sobre artesanato e a programação do Dia do Artesão do São José Liberto. Com apresentação da jornalista Renata Ferreira, o Sem Censura Pará vai ao ar de segunda a sexta, das 14h30 às 16h.  



Atualizado às 17h 

O mestre artesão Darlindo Oliveira e Thiago Albuquerque, coordenador do Igama, foram entrevistados no Sem Censura Pará desta quinta-feira, 19. Eles falaram sobre a programação do Espaço São José Liberto em homenagem ao Dia do Artesão e sobre a profissão.
AO VIVO: Hoje, 19 de março, é dia do artesão. Conversamos com Thiago Albuquerque, coordenador do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia e com o Darlindo Oliveira, que se destaca nas lutas em prol dos artesãos ‪#‎façasuapergunta‬
Foto: Camila Lima/Portal Cultura

Ascom Igama





Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.
Postagens Antigas
Inicio
Contador acessso