Concertos no São José Liberto marcam o encerramento do Festival Música das Américas

Música das Américas 2015 no Coliseu das Artes do São José Liberto.
Foto: Carlos Sodré - AG. PARÁ

A Banda Sinfônica Jovem do Estado do Pará fechou o III Festival Música das Américas com uma belíssima apresentação na noite desta última sexta-feira, 28, no Espaço São José Liberto. O concerto de encerramento uniu músicos de uma banda formada em três dias, além da composição de instrumentistas de seis bandas sinfônicas de diferentes cidades.

Para o diretor artístico do Festival, Marcelo Jardim, esse é um projeto que não pode parar. “O setor de interiorização do festival é responsável por selecionar isso. É muito legal que temos uma banda diferente a cada ano, misturamos culturas”, comenta.
Mas antes de encerrar, o município de Ponta de Pedras também levou seus talentos da Banda Sinfônica Antônio Malato. “Fiquei sabendo que a banda da minha cidade ia se apresentar aqui em Belém e não poderia deixar de prestigiar. Moro na capital há 15 anos e quando saí de lá esse projeto já existia. É um trabalho muito bonito. Meu pai foi um dos músicos fundadores da instituição e fico feliz de ver que ainda estão trabalhando com os jovens”, declara a funcionária pública Heloisa Pinheiro, que assistiu a apresentação.
Para quem veio se apresentar a emoção também é grande. “A música é uma paixão que vem de família. Minha prima e minha irmã também tocam flautas transversais como eu. É a minha terceira vez no Festival e é sempre uma experiência maravilhosa”, diz a instrumentista Ana Paula Baía, de 16 anos. Colega da banda, Fabrício Noronha, de 18 anos, toca um instrumento de sopro chamado cloroni. “Estudei por nove anos e há três escolhi esse instrumento, hoje toco com ele na Banda de Ponta de Pedras, do Corpo de Bombeiros e da Fundação Carlos Gomes”, afirma.
O Festival é uma realização da Fundação Carlos Gomes, que acredita confirmar com ele, sua missão de promover a música no Estado. “Estamos muito felizes de ter realizado o festival, em meio a toda a crise tivemos um evento como esse. Isso é prova da vontade de apostar na musicalidade desses jovens”, conclui o superintendente da Fundação, Paulo José.
Gabriela Azevedo
Secretaria de Estado de Comunicação
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Espaço São José Liberto recebe visita da Miss Pará Intercontinental

A miss Emanuelle Costa visitou o Jardim, da Liberdade e outros espaços do Polo Joalheiro. Foto: Ascom Igama
Colar "Vitória Régia". Foto: Ascom Igama 
A vencedora do concurso Miss Pará Intercontinental 2015, a universitária  Emanuelle Costa, de Ponta de Pedras, visitou nesta quinta-feira (27) o Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará. O concurso reúne mais de 100 países e preza pela beleza das candidatas e pela responsabilidade social. A segunda edição do certame ocorreu na última sexta-feira (21), no Hotel Gold mar, em Belém.
O concurso é promovido e coordenado, na capital paraense, pelo promoter Ernesto Dias, que comemora o sucesso e o crescimento do evento, promovido junto com à Organização Romulo Maiorana (ORM) e uma série de parceiros. “A edição deste ano foi muito boa; ano passado, tivemos 18 candidatas e, neste ano, 26”, comenta.
Gestora de Marketing e designer de Joias do Programa Polo Joalheiro do Pará, Paloma Vale colaborou com a coordenação do concurso e trabalhou como professora de passarela, postura e andamento. Um dos prêmios da vencedora foi uma joia exclusiva criada pela designer, confeccionada em prata com quartzo rosa e chifre de búfalo, a partir da forma da Vitória-Régia, vegetação típica da Amazônia.
A joia foi produzida e patrocinada pela Rahma Gemas e Joias, micro empresa do Polo Joalheiro, de propriedade do mestre ourives Ramirez Garcia Gomes. A ourivesaria da peça tem a assinatura dos seguintes ourives: Loamy Souza, Thiaraju Gomes e Elize Lima. “Esse é o segundo projeto de joias que eu crio para esse tipo de concurso, o primeiro foi o Miss das Mangueiras, no qual eu também firmei parceria com a Rahma, onde fiz curso de ourivesaria quando entrei no programa do polo”, explica a designer.

Ourives Elize Lima, Thiaraju Gomes e Leomy Souza. Foto: Ascom Igama 
A joia foi recebida pela modelo Emanuelle Costa, 22 anos, estudante de medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA), que já está em fase de preparação para disputar, no fim de 2015, em São Paulo, o Miss Intercontinental Brasil 2016. “Já trabalho com desfiles de moda e este foi o primeiro concurso de beleza que participo. Fiquei muito feliz com o título. Também achei a joia linda pelo regionalismo que carrega, por ter sido inspirada na Vitória Régia e por ser uma peça exclusiva desenhada para uma miss com toda essa delicadeza e beleza”, disse a vencedora.
A segunda e a terceira colocadas no concurso foram, respectivamente, Maria Rita Kapazi Júlia Magalhães. As 26 candidatas ao título também estiveram no espaço, antes do concurso. Na oportunidade, elas visitaram a Capela São José, o Museu de Gemas do Pará, o Jardim da Liberdade, a Cela Cinzeiro (memorial), a Casa do Artesão, o Coliseu das Artes e a Rahma Escola de Ourivesaria integraram o roteiro da visitação das misses. A visita foi monitorada por técnicos do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), que gerencia o Espaço São José Liberto, mantido pelo Governo do Estado.
Emanuelle terá todas as despesas pagas para disputar o Miss Intercontinental Brasil 2016. Ela também ganhou uma passagem aérea para passar o carnaval do ano que vem no Rio de Janeiro, além de roupas e outros prêmios ofertados pelos patrocinadores.

Leia na Agência Pará de Notícias

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Bandas sinfônicas paraenses são atrações do encerramento do Música das Américas no São José Liberto

Veja mais fotos em nosso álbum

O Espaço São José Liberto é um dos parceiros do festival.
Foto: Rodolfo Oliveira - AG. PARÁ
 O concerto de encerramento da terceira edição do 'Música das Américas', está marcada para esta sexta-feira, 28, a partir das 17h30, no Coliseu das Artes do Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará (Praça Amazonas s/n, Jurunas), com a apresentação da Banda Municipal de Tailândia (PA). A partir das 19h30 começa a segunda atração da noite, a Banda Sinfônica de Ponta de Pedras, município paraense do Arquipélago do Marajó, seguida pela apresentação da Banda Sinfônica Jovem do Estado do Pará. As apresentações integram a programação do festival voltado totalmente para as bandas sinfônicas. A entrada é franca.

A programação integral do evento conta com dez concertos, mais de 20 masterclass, oficinas musicais e cursos de regência e arranjo para banda sinfônica. Toda a programação tem entrada franca e será realizada no Instituto Estadual Carlos Gomes, no Teatro Margarida Schivasappa e no Espaço São José Liberto.

A Banda Municipal de Tailândia se apresenta pela segunda vez no festival. Além de mestre Tom na batuta, a banda contará com a participação do capitão Aurimar Donato, regente do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.

Regente Marcos Sadao, de São Paulo.
Foto: Ascom FCG 
Com regência da Marcelino Tavares, a Banda Sinfônica de Ponta de Pedras terá como regente convidado, Marcos Sadao Shirekawa, de São Paulo (SP), um dos mais renomados maestros do país, que atua como diretor artístico e regente titular regente titular da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. Bacharel em Trombone pelo Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), Sadao atua como professor de Música de Câmara na EMESP Tom Jobim e é Diretor do Programa Banda Escola de Cubatão (BEC).

Já a regência da Banda Sinfônica Jovem do Estado estará sob a responsabilidade de Mônica Giardini (SP) e Marcos Mauderer, da Alemanha. Na apresentação da banda participarão músicos convidados. São eles: Beatriz Stultz, na clarineta; Adriano Leal, no fagote; Marcos Matos na percussão; e Robenare Marques, no piano.  A banda é formada por músicos de vários municípios do Pará, que durante a semana do festival ensaiaram com a maestrina Mônica Giardini, regente titular da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo e que também é a diretora musical do festival.

O festival, aberto no último dia 23 de agosto, segue até o dia 28 de agosto, reunindo mais de 300 instrumentistas de bandas de música do interior do estado, seis regentes e nove músicos convidados. As apresentações artísticas, oficinas musicais e masterclass serão realizadas nas salas de aula e no auditório do Instituto Estadual Carlos Gomes.

Com o evento de caráter artístico e pedagógico, o Estado do Pará promove importante intercâmbio com músicos de renome nacional e internacional, que atuam junto aos integrantes das bandas sinfônicas locais.

História – A Banda Sinfônica Jovem do Estado foi criada em 2012, por iniciativa da Fundação Carlos Gomes. Reúne músicos de várias cidades do Pará e tem por objetivo ser uma banda sinfônica modelo para o desenvolvimento artístico de seus integrantes, que procuram multiplicar o conhecimento adquirido nas suas bandas de origem, bem como atuar na educação musical de instrumentistas e regentes em todo o estado.

Sob a regência da maestrina Mônica Giardini, a banda tem executado composições originais para Banda Sinfônica, arranjos de autores consagrados da música erudita e obras do repertório popular. Mônica é doutora e mestre pela ECA/USP. Estudou regência orquestral e de banda, é regente titular da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, da qual foi assistente, e atua como professora e conferencista. Há três anos, Mônica Giardini participa como regente do Festival Música das Américas, projeto que ajudou a idealizar e contribui para a formação musical de instrumentistas paraenses oriundos de bandas de música do interior do estado.
Regentes Marcelo Jardim e Mônica Giardini. Foto : Ascom FCG 
Destaque - A Banda Sinfônica de Ponta de Pedras é formada por cerca de 80 músicos e é resultado do trabalho de educação musical desenvolvido pela Associação Musical Antonio Malato (Amam), fundada no início da década de 80 e tem se dedicado ao ensino das harmonias, melodias e ritmos brasileiros.

Ao longo de mais de 30 anos de existência, a banda fez diversas apresentações dentro e fora do município marajoara. Em 2013, a banda foi uma das atrações do “Música das Américas”. Na ocasião, o evento reuniu, em Belém, maestros vindos de várias partes do Brasil e do exterior e contou com a participação especial da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, cujos integrantes viajaram para Ponta de Pedras para levar conhecimento musical aos jovens músicos do arquipélago.

O III Música das Américas é uma realização do Governo do Estado, por meio da Fundação Carlos Gomes (FCG), com apoio da Fundação Cultural do Pará (FCP), Escola de Música da UFPA (EMUFPA), Espaço São José Liberto e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

Ascom Igama e Ascom/FCG




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Programa Circuito foi gravado no Jardim da Liberdade

                    Veja mais fotos em nosso álbum

Equipe de produção e reportagem da TV Cultura com o diretor Marbo Mendonça.
Foto: Ascom Igama
O idealizador e coordenador do Festival do Teatro Brasileiro (FTB), Sérgio Barcelar, foi entrevistado, em meados do mês de agosto, no Jardim da Liberdade do São José Liberto,  para o programa Circuito, da TV Cultura – Rede Cultura de Comunicação (canal 2), A entrevista será veiculada nas próximas edições do programa.

O Circuito é uma revista cultural semanal sobre as mais variadas linguagens artísticas, com foco no processo criativo. O programa estreou em junho passado e é exibido nos seguintes horários alternativos: às sextas-feiras, às 19h, e aos domingos, às 13h. 

O diretor vai falar sobre a XVII edição - Etapa Pará, “Cena Paraibana”, do festival, realizado de 4 a 15 de agosto em Belém e em Marabá. Com a proposta de trazer ao Estado a cena artística paribana e promover uma troca de experiências com artistas locais, o Festival Brasileiro de Teatro é uma realização do Ministério da Cultura (MinC), com o apoio da Petrobrás e órgãos ligados à cultura. 

Ascom Igama





Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Jornalistas alemães visitam o Espaço São José Liberto


Foto: Ascom Igama
O Espaço São José Liberto – Programa Polo Joalheiro do Pará integrou o roteiro do jornalista alemão Richard Josef Kerler, editor da revista Holiday & Lifestyle (http://www.holidayandlifestyle.de), que visitou o Pará na última semana. Durante a visitação ao Estado do Pará, foi produzida reportagem especial sobre o turismo paraense, com apoio da diretoria da TAP da Alemanha, a convite da Secretaria de Estado de Turismo (Setur).

Acompanhado pela esposa, Christa Maria Kerler, o jornalista visitou a Capela São José, o Museu de Gemas do Pará, o Jardim da Liberdade, o Memorial da Cela Cinzeiro e a Casa do Artesão. No espaço, os jornalistas foram monitorados por Emilly Furtado, funcionária do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), que gerencia o espaço e o programa, mantidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme). 

Na ocasião, foi ofertada ao casal uma joia artesanal em ouro criada pela designer Camilla Amarall, do Polo Joalheiro, e artesanato em madeira criado por Guilherme Júnior, da empresa Ayty. O artesão é especialista em macheteria e cria peças ecologicamente corretas com lâminas de madeira descartada, reaproveitadas de serrarias, trabalho pelo qual recebeu certificado do prêmio "Sebrae Qualidade e Serviço de 2014", onde ficou entre os dez finalistas selecionados entre mais de 1.780 empresas de todo o Pará.

Os jornalistas com o secretário de Turismo, Adenáuer Góes.
Foto: Ascom Setur
Richard Josef Kerler e Christa Maria Kerler também conheceram pontos turísticos e históricos da capital, bem como de de Salvaterra e Soure, no Arquipélago do Marajó. A visitação também incluiu Alter-do-Chão e Santarém, na região do Tapajós. O roteiro foi elaborado pela equipe da Diretoria de Produtos Turísticos da Setur (DPRT) com o intuito de promover o Pará na Alemanha como A Obra-Prima da Amazônia.

A Holiday & Lifestyle é uma revista de viagens que apresenta diferentes mercados para a Alemanha, além de apresentar destinos, opções de cruzeiros e roteiros.


Ascom Igama





Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Jantar do Encontro Sistêmico Sicoob - Central Unicoob 2015 é realizado no São José Liberto



A Banda Sayonara foi uma das atrações. Fotos: Ascom Igama
O Coliseu das Artes do Espaço São José Liberto (ESJL) recebe, na noite do último sábado, 22, o Jantar do Encontro Sistêmico Sicoob - Central Unicoob 2015, com a presença do diretor presidente a entidade, Marino Delgado. Entre as atrações do encontro estão apresentações do Grupo Parafolclórico da Vale Verde e da Banda Sayonara.

O Sicoob é o maior sistema financeiro cooperativo do país com mais de 2,9 milhões de associados, 2,2 mil pontos de atendimento, distribuídos em 25 estados e no Distrito Federal. É composto por cooperativas financeiras e empresas de apoio, que em conjunto oferecem aos associados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, dentre outros.

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Miss Pará Intercontinental 2015 vai ganhar joia do Polo

                                                                   Veja mais fotos da visita em nosso álbum


As candidatas vistaram o Jardim da Liberdade e outros locais do São josé Liberto.
Foto: Ascom Igama
As 32 candidatas ao título de Miss Pará Intercontinental 2015 visitaram o Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará, no início desta semana. Paloma Vale, designer de joias e coordenadora do concurso, acompanhou o grupo.

Paloma criou o design da joia artesanal inspirada na Vitória-Régia e que será ofertada para a vencedora do concurso. Confeccionada em prata com madeira certificada e quartzo rosa, a peça tem o patrocínio da Rahma Gemas e Joias, que produziu a joia. De propriedade do mestre ourives Ramirez Garcia Gomes, a Rahma integra o Programa Polo Joalheiro do Pará.

A Capela São José, o Museu de Gemas do Pará, o Jardim da Liberdade, a Cela Cinzeiro (memorial), a Casa do Artesão, o Coliseu das Artes e a Rahma Escola de Ourivesaria integraram o roteiro da visitação das misses. A visita foi monitorada por técnicos do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), OS que gerencia o Espaço São José Liberto, mantido pelo Governo do Estado.

O concurso vai se realizar nesta sexta-feira, 21, a partir das 21h30, no Hotel Gold mar, em Belém.


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Produtos de projetos do Governo do Pará serão expostos na FAM

Casa do Artesão do Espaço São José Liberto. Foto: Ascom Igama

No sábado, 22, às 17h, ocorrerá a abertura oficial da Feira do Artesanato Mundial (FAM), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. Com o tema “Mãos que fazem arte pelo mundo”, o evento reunirá cerca de 400 expositores do Pará, do Brasil e do mundo até o dia 30 de agosto. Quem visitar a feira poderá conferir o artesanato produzido nos projetos sociais desenvolvidos por algumas secretarias do Governo do Pará. A expectativa é receber 85 mil pessoas durante os nove dias de evento.
O Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), da Casa Civil, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), Fundação Cultura do Pará, Imprensa Oficial do Estado e Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), participam pela quinta vez da feira.
No estande do Governo os visitantes poderão conhecer e comprar os projetos desenvolvidos pelas secretarias parceiras do NAC, como o trabalho de artesanato feito pelas detentas da Cooperativa de Trabalho Arte Feminina Empreendedora (Coostafe), a primeira do país formada exclusivamente por detentas; além das mudas de plantas desenvolvidas no projeto Cultivando Flores e Vidas, que capacita profissionalmente pessoas de comunidades carentes na área de jardinagem e envasados de plantas ornamentais.
O público poderá adquirir a produção de móveis e objetos de decoração feitos pelos adolescentes custodiados pela Fasepa. Os sofás, poltronas e vasos decorativos de pneus fazem o maior sucesso. Os produtos artesanais confeccionados nas oficinas do Curro Velho também estarão à venda. No stand, os visitantes também poderão fazer doações de livros para o projeto Livro Solidário, desenvolvido pela Imprensa Oficial em parceria com o NAC.
Ao longo da feira os visitantes poderão adquirir artigos de decoração, organização de ambientes, vestuário, acessórios de moda e de culinária. Pela primeira vez, a FAM, organizada pela Charph Eventos, trará a Belém estandes com objetos de porcelana japonesa, joias da Tailândia, acessórios gourmet de metal e vidro, além de quadros e relógios rústicos. Os produtos que estarão em exposição serão comercializados a partir de R$5,00.
O Hangar vai sediar o evento  pelo quinto ano consecutivo, a feira. Cerca de 400 expositores do Pará, do Brasil e de 22 países estrangeios, entre eles Marrocos, África do Sul, Peru, Coréia do Sul e Senegal, estarão reunidos em Belém. A FAM promove o trabalho artesanal local e nacional, apresentando várias inovações a cada edição. O evento tornou-se referência nacional e a cada ano conquista cada vez mais admiradores.
O mercado do artesanato no Pará cresceu 28% no último ano, segundo dados divulgados pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), que administra o Espaço São José Liberto, onde funciona a Casa do Artesão. Em 2015, só no primeiro quadrimestre do ano, o comércio de peças e artefatos já registra aumento de 20%. Em termos de comparação, o comércio varejista nacional, em que está incluído o setor de artesanato, registrou crescimento de 2,8%, em todo o ano de 2014.
Serviço - A Feira do Artesanato Mundial ocorre de 22 a 30 de agosto, com visitação das 15h às 22h. O ingresso custa R$ 8 (com meia-entrada). De segunda à quinta, até 17h, a entrada é gratuita.
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto recebe Música das Américas 2015

Coliseu das Artes do ESJL será palco do "Música da Américas".
Foto: Cláudio Santos AG. PARÁ

Festival vai reunir Bandas Sinfônicas


O 'Música das Américas' é um festival voltado totalmente para as Bandas Sinfônicas. O evento, que será realizado no período de 23 a 28 de agosto, em Belém, vai reunir mais de 300 instrumentistas de bandas de música do interior do estado, seis regentes e nove músicos convidados. As apresentações artísticas, os cursos, oficinas musicais e masterclass serão realizados nas salas de aula e no auditório do Instituto Estadual carlos Gomes.
Este ano acontece a terceira edição do evento, que como nos anos anteriores, trará ao Pará músicos de renome nacional e internacional para atuar junto aos integrantes das bandas sinfônicas locais, proporcionando a troca de conhecimentos e o amadurecimento musical dos instrumentistas paraenses. As atividades do Festival iniciam no domingo, 23, com a chegada dos músicos. No mesmo dia, eles seguem para os municípios de origem das bandas para iniciar o trabalho pedagógico e artístico com esses grupos.
Para a terceira edição do Festival foram convidadas as bandas 'Maestro Vale', de Vigia; 'Rodrigues dos Santos', de São Caetano de Odivelas; 'Antonio Malato', de Ponta de Pedras, 'Banda Municipal de Tailândia' e a 'Banda municipal de Anajás'. Os jovens músicos que integram esses conjuntos vão participar de ensaios com grandes maestros e terão a chance de tocar pela primeira vez nos palcos da capital em apresentações com repertório e arranjos feitos especialmente para as bandas sinfônicas.
Nos municípios, os músicos convidados ministrarão aulas e ensaiarão o repertório escolhido para as apresentações musicais. Depois, retornam à capital para dar início às atividades artísticas do festival, cuja programação congrega concertos com a participação de regentes, instrumentistas das bandas locais e músicos convidados.
A programação terá dez concertos, mais de 20 masterclass, oficinas musicais e cursos de regência e arranjo para banda sinfônica. Toda a programação tem entrada franca e será realizada no Instituto Estadual Carlos Gomes, no Teatro Margarida Schivasappa e no Espaço São José Liberto.
O III Música das Américas é uma realização do Governo do Estado, por meio da Fundação Carlos Gomes e com apoio da Fundação Cultural do Pará, Escola de Música da UFPA, Espaço São José Liberto e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia.
Rosa Cardoso - FCG
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Concurso premia projeto de joia inspirada no Círio que ilustrará convite da mostra Joias de Nazaré 2015

Veja mais fotos em nosso álbum

Designer Felipe Braun. Foto: Ascom Igama
“O projeto eleito foi a realização de um antigo desejo meu e foi um desafio e tanto criar um grande número de projetos de joias em pouco tempo. Sempre quis retratar em braceletes e colares os vitrais (da Basílica de Nazaré) para traduzir a fé do paraense em uma nova leitura e, esse ano, materializei essa vontade nesse bracelete, que mostra as principais passagens da vida de Nossa Senhora. Daí o nome da peça”, revela o designer Felipe Braun, referindo-se ao bracelete “Passagens”. A peça foi escolhida entre 29 projetos de 14 designers e criadores inscritos para o concurso que selecionou a joia que vai estampar o convite da 12ª edição da tradicional exposição “Joias de Nazaré”, a se realizar no mês de outubro, no São José Liberto.

Voltado para participantes do Programa Polo Joalheiro do Pará, o resultado do concurso foi anunciado na última quinta-feira, 13, em uma promoção do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) - que gerencia o Programa e o Espaço São José Liberto, mantidos pelo Governo do Estado - em parceria com a Secretaria de Estado  de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

As cores e a delicadeza dos desenhos pensados por Felipe Braun para a peça vencedora serão revelados sobre o metal nobre que vai compor a joia, a prata. Pensando em sofisticação, a superfície da joia vai se destacar nuances coloridas oriundas de um processo artesanal inovador de ourivesaria, denominado “incrustação paraense” e desenvolvido no âmbito do Programa Polo Joalheiro do Pará.

A joia é uma das duas de autoria de Felipe Braun, selecionadas no concurso. Felipe também comemora o sucesso de vendas das suas criações, lembrando que, de 18 pranchas, produziu um total de 39 projetos (peças), sendo que já vendeu metade deles.  Além de comercializar seus projetos, alguns designers produzem suas próprias joias, o que significa que os projetos que não foram vendidos também poderão ser produzidos por eles, já que foram aprovados pela curadoria da mostra.

Felipe Braun vai produzir, em seu nome, algumas joias para a exposição. Uma das empresas que adquiriu seus projetos foi a Ourogema, de Marcelo Monteiro, responsável pela produção da joia vencedora. “Fiquei muito entusiasmado, pois foi como um reconhecimento por todo o meu esforço”, resume o designer Felipe, que tem participado de todas as edições da mostra temática religiosa.

Workshop – Para chegar ao formato final da exposição, os projetos são concebidos a partir do Workshop de Geração de Produtos “Joias de Nazaré 2015”, que teve consultoria de Rosângela Gouvêa Pinto, designer de joias e professora da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que assumido a função desde a primeira exposição.    Durante o curso, realizado em julho passado, foi definido o tema gerador da exposição deste ano, “Maria traz a luz do mundo”, que inspirou a criação de 178 projetos de joias para a Coleção Círio 2015.  

A joia “Arcos de Nazaré”, projeto criado pelo designer Fares Farage conquistou o segundo lugar no certame, e a joia “Caminhos de Luz”, concebida pelo designer Erivaldo Júnior, ficou em terceiro lugar.

A comissão julgadora do certame foi formada por Rosângela Gouvêa; Anna Cristina Resque, diretora do Museu de Gemas do Pará; Emanuel Franco, artista plástico paraense, curador e jurado de salões de arte realizados em Belém e no Brasil; Rosa Helena Neves, diretora executiva do Espaço São José Liberto e Thiago Albuquerque, coordenador tecnológico e comercial do Igama.

Comissão julgadora do concurso. Foto: Ascom Igama 
Inscreveram-se no concurso os seguintes designers: Bianka Kuroki, Rosáurea Simões, Ivete Negrão, Celeste Heittman, Camilla Amarall, Rosa Castro, Layse Lobato, Helena Bezerra, Júlia Mendes, Ivam Silva, Jorge Duarte, Fábio Monteiro, Erivaldo Júnior, Fares Farage e Felipe Braun.

Feira de Projetos – Na última quinta-feira também foi realizada, no auditório do São José Liberto, a segunda a Feira de Projetos de Joias Religiosas, sob o tema Círio de Nazaré, reunindo empresários e empreendedores criativos do setor joalheiro local, com o objetivo de promover a comercialização de projetos inéditos de joias que serão lançadas em outubro, na mostra “Joias de Nazaré 2015: Maria traz a Luz do Mundo”.

Designers e criadores do Programa Polo Joalheiro do Pará expuseram projetos aos empresários que visitaram a feira, que visa, ainda, aumentar a visibilidade do profissional que participa deste momento expondo seu talento criativo e técnico, proporcionando às empresas, fabricantes e produtores de joias mais um diferencial competitivo no mercado joalheiro.

Para a empreendedora Lindalva Azevedo, da Amazon Art Joias, que costuma participar da feira, a edição deste ano agradou. “Achei os projetos inovadores, Estão todos maravilhosos!”, enfatizou, acrescentando que comprou quatro dos sete projetos que o designer Erivaldo Júnior apresentou na feira – três deles selecionados para o concurso.

Erivaldo explica que o tema de suas criações giraram em torno da significado da luz, seguindo a ideia central da mostra deste ano. “Todos os nomes dos meus projetos têm luz, como o pingente ‘Aleluz’ (um dos projetos adquiridos pela Amazon Art) , que é um crucifixo em ouro com ametista em navete. O que eu gostei é que dos três selecionados, dois serão executados”, comemora o designer.

A beleza dos projetos também atraiu o olhar da empreendedora Lucilene Azevedo, da Realiza Joias, que elogiou a criatividade dos participantes e “Eu me interessei por vários e está difícil de escolher por que estão lindíssimos”, disse ela, explicando que o tempo de execução e produção da joia depende do projeto, variando entre 20 e 30 dias.


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.
Postagens Antigas
Inicio
Contador acessso